Atractividade do investimento na produção de diamantes de origem aluvionar

Escrevi esta tese de mestrado (MBA) em 1993, há quase 25 anos.

A idade da tese nota-se nalguns tópicos; continua, no entanto, a ser uma referência útil em língua portuguesa para quem tenha interesse no tema. Como acredito que não seja fácil de encontrar, disponibilizo-a em formato pdf: basta seguir o link.

Acredito que possa ser útil, especialmente para quem, em Angola ou noutros países de língua portuguesa, se inicia nesta actividade.

Mais tarde, na tese de doutoramento, continuei a explorar o tema (embora numa outra perspectiva) – irei também disponibilizar em breve este documento. Finalmente, publiquei em final de 2013 um relatório sobre a indústria dos diamantes de Angola – disponível neste blog, One century of Angolan diamonds (em inglês).

Neste momento, co-oriento duas teses de mestrado e uma de doutoramento ligadas à exploração de diamantes em Angola. Assim estejam concluídas, serão também aqui divulgadas.

 

Eng.º de Minas ou Geólogo júniores

Projecto de prospecção no norte de Moçambique

Um projecto no qual estou envolvido no norte de Moçambique precisa de um engenheiro de minas ou geólogo júniores apoiar a realização de trabalhos de prospecção no terreno.

O trabalho começará no final de outubro e terá a duração de 2 a 3 meses.

Potencialmente interessado? Mande-me o seu currículo para luischambel@sinese.pt.

In Maputo (Mozambique) next week

I will be in Maputo (Mozambique) next week (Monday to Wednesday, the 4th to the 6th April), focused on the country’s mineral industry. It’s a short stay and, unfortunately, limited to Maputo but it’s an opportunity to meet an talk about exploration and mining projects and opportunities (especially about, but not limited to, gems and diamonds, tantalite and other pegmatite deposits). Drop me a line to luischambel@sinese.pt to set up a meeting.

Num retorno há muito desejado, estarei em Maputo (Moçambique) na próxima semana (segunda a quarta, 4 a 6 de Abril), focado na indústria mineira do País. É uma estadia muito curta e, infelizmente limitada a Maputo, mas é uma oportunidade para falar sobre projectos e oportunidades no de prospecção e mineração (especialmente em, mas não limitadas a, gemas e diamantes, tantalite e outros jazigos pegmatíticos). Contacte-me através do meu email para combinarmos uma reunião: luischambel@sinese.pt.

Going to PDAC – meet and talk

A last minute decision – I am traveling to Toronto to attend PDAC 2016.

It’s the perfect place to meet and talk: Angola, Mozambique, Brazil and Portugal, diamond and other gems, Nb-Ta and other pegmatite minerals, tungsten, gold, ferrous and base metal deposits, industrial minerals, natural stone. Challenges and opportunities.

Where and when can we meet? luischambel@sinese.pt

 

 

Rubies from Mozambique – Field report published by GIA

I have had some involvement with mineral projects in Mozambique; I follow with attention news, especially on tantalum, diamonds – Diamonds discovered in Mozambique – Mustang Resources’ Save Project, coal – and rubies – Montepuez’ GEMFIELDS rubi mine – newest updates on the world’s single largest ruby and corundum deposit.

I have just came across an excellent GIA field report on the Mozambican Montepuez ruby mine, originally published at the 2015 Spring issue of GEMS & GEMOLOGY.

Enjoy.

USGS Tantalum report (just published)

Two years ago I was involved in a very interesting tantalum project in the Republic of Congo (Brazzaville) – photo gallery here. I have since then followed with attention this metal’s market news (and its idiosyncrasies, being one of the 3TG minerals – subject to control under the conflict minerals framework).

USGS just published a report on the evolution of this metal’s market and production structure and origin in the last 15 years. It’s well worth reading (thanks to USGS for publishing the report) – you can get it here.