Desenvolvimento de Materiais Para as Novas Tecnologias Energéticas

Colóquio já esta semana, na sexta-feira, dia 14 pelas 1400 na Ordem dos Engenheiros.

Nos últimos anos, têm sido numerosos os desenvolvimentos relacionados com os materiais necessários para as novas tecnologias das energias renováveis e para sistemas de armazenamento de energia. Muitos desses materiais estão nas listas de Critical Raw Materials. Portugal tem, por sinal, recursos e um elevado potencial  para jazigos de lítio, uma dos materiais críticos para a construções das baterias na base da mobilidade eléctrica.

A Ordem dos Engenheiros organiza, através do Colégio de Engenharia de Materiais, um colóquio sobre o “Desenvolvimento de Materiais Paras as Novas Tecnologias Energéticas”.

Últimas inscrições, pormenores e informações adicionais aqui.

Programa para o Colégio de Eng.ª Geológica e de Minas

UM NOVO MUNDO, UM NOVO PAÍS, NOVOS ENGENHEIROS

UM NOVO COLÉGIO

Tudo mudou. Este é o momento em que mudamos, nos adaptamos, em que nos afirmamos.

Por isso, apresentamos uma candidatura independente ao Colégio Nacional de Engenharia Geológica e de Minas. O nosso programa para o Colégio inclui:

  • Criação de um grupo de trabalho focado nas questões da actividade profissional da Engenharia Geológica e de Minas, quer em Portugal (onde existem desafios particularmente graves no exercício da actividade), quer no exterior (onde enfrentamos limitações injustificáveis, que é preciso eliminar ou diminuir).
  • Criação de grupos de reflexão, de que resultarão por um lado, uma discussão da estratégia nacional e, por outro, relatórios e recomendações nas seguintes áreas:
    • Estratégia, legislação nacional e licenciamento.
    • Energia, Carvão, Petróleo e Gás.
    • Pedra Natural, Rochas e Minerais Industriais.
    • Minerais metálicos.
    • Diamantes e outras gemas.
    • Prospecção e Avaliação, Recursos e Reservas.
    • Planeamento, Exploração, Tratamento de Minérios e Reciclagem.
    • Engenharia Geológica, Geologia de Engenharia, Geotecnia e Riscos geológicos.
    • Água, Alterações climáticas, Minerais de conflito, Ambiente e Sustentabilidade.
    • Investimento, financiamento e mercados financeiros.
    • Recursos humanos, Segurança industrial e Relações laborais.
    • Investigação e desenvolvimento, Universidades
  • Criação de programa de actualização contínua dos engenheiros geológicos e de minas.
  • Criação de prémios anuais a atribuir pelo Colégio em áreas específicas do conhecimento e actividade dos Engenheiros Geológicos e de Minas:
    • A engenheiros geológicos e de minas ou geólogos pelo desenvolvimento de projectos e trabalhos nos domínios da geologia económica e aplicada e prospecção e avaliação de jazigos minerais.
    • Por inovação nos domínios do planeamento mineiro, tratamento de minérios, análise de dados e cálculo de reservas – a atribuir a teses ou projetos industriais com contributo inovador significativo.
    • A engenheiros geológicos e de minas ou arquitectos (ou empresas e ateliers) por projectos de exploração, transformação e utilização de pedra natural portuguesa.
    • A projectos industriais ou trabalhos de investigação realizados por engenheiros geológicos ou de minas nos domínios da geotecnia, hidrogeologia, mecânica dos solos e mecânica das rochas.
    • A engenheiros geológicos e de minas ou geólogos por contribuição notável na descoberta de algum jazigo de classe mundial ou para a abertura de alguma nova mina no espaço dos países lusófonos.
  • Retoma da realização anual de um Encontro Nacional.

Temos uma equipa nova, uma visão, um projeto.

Precisamos da vossa confiança e do vosso apoio para construirmos, todos, um novo Colégio. Precisamos do vosso voto no dia 21 de Abril.

Para saber mais sobre nós e o nosso projecto, consulte a nossa página aqui.

 

Eleições ORDEM DOS ENGENHEIROS 2016 – Colégio de Engenharia Geológica e de Minas

UM NOVO MUNDO, UM NOVO PAÍS, NOVOS ENGENHEIROS

UM NOVO COLÉGIO

Tudo mudou. Este é o momento em que mudamos, nos adaptamos, em que nos afirmamos.

Por isso, apresentamos uma candidatura independente ao Colégio Nacional de Engenharia Geológica e de Minas. Queremos:

  • Afirmar o papel central dos Engenheiros Geológicos e de Minas na Engenharia e na sociedade – na geotecnia e geologia de engenharia, nas obras subterrâneas, na hidrogeologia, no património histórico e cultural, no ambiente, na engenharia e gestão industrial, na prospecção, avaliação, exploração e tratamento, valorização e transformação de recursos minerais, energéticos e geológicos.
  • Transformar o nosso Colégio num think tank, uma plataforma ativa de:
    • Reflexão acerca dos problemas da sociedade, nomeadamente os relacionados com a competitividade da economia portuguesa e com o acesso e uso sustentável dos recursos geológicos.
    • Influência e aconselhamento técnico e económico das políticas nacionais, nomeadamente através da divulgação junto da sociedade civil e das instituições e organizações públicas de informação e conhecimento técnico rigoroso acerca dos temas relevantes para os Engenheiros Geológicos e de Minas.
    • Diálogo e colaboração com outras associações profissionais nacionais e internacionais, quer nas economias mais avançadas, quer no espaço de língua portuguesa – espaço estratégico de afirmação e diferenciação dos engenheiros portugueses, quer ainda no espaço europeu.
  • Integrar as várias gerações e especializações do Colégio num corpo coeso e assertivo, através de iniciativas que promovam o mútuo conhecimento e a transmissão, por um lado, da experiência adquirida nas suas carreiras profissionais e, por outro, a divulgação de novas tecnologias e ferramentas pelos seus criadores e utilizadores.

A nossa equipa é constituída por:

  • Luís Chambel – Licenciado em Eng.ª de Minas (ramo de Geologia Aplicada), Mestre em Geologia de Engenharia, Mestre (MBA) em Administração de Empresas e Doutor em Ciência da Engenharia. A sua atividade profissional atual, iniciada em 1986, centra-se na prospecção, avaliação e exploração de Jazigos Minerais. Engenheiro Europeu desde 2012 e Engenheiro Sénior (Ordem dos Engenheiros), é ainda membro da SME – The Society for Mining, Metallurgy, and Exploration e Fellow da SEG – Society of Economic Geologists.
  • Ana Luís – Licenciada em Eng.ª de Minas (IST), com pós-graduação em Gestão de Empresas (ramo Finanças) pela Universidade de Évora, a sua carreira, iniciada em 1998, centra-se na gestão de empresas  dos sectores da extração e transformação de pedra natural (PEDRAMOCA e MOCAPOR) e dos transportes (MOVISTONE), empresas com forte vocação exportadora. 
  • Joana Antunes –  Mestre em Eng.ª Geológica e Minas (IST) e em Engª Civil e Gestão de Projeto (Heriot Watt), inicia a sua carreira profissional em 2007, tendo trabalhado  em Portugal, Angola, Malásia e Reino Unido; desde 2013 no grupo Mott MacDonald (Londres), colabora em projetos na área da ferrovia, incluindo a ampliação da Victoria Station (London Underground), expansão do Tramlink, Northern Line Extension (LU), Olympic Statium, Gospel Oak – Barking Electrification Scheme (Network Rail), Cross Harbour Immersed Tunnel (Hong Kong), entre outros.

Temos uma equipa nova, uma visão, um projeto.

Precisamos da vossa confiança e do vosso apoio para construirmos, todos, um novo Colégio. Precisamos do vosso voto no dia 21 de Abril.

Para saber mais sobre nós e o nosso projecto, consulte a nossa página aqui.