Apresentação do Livro “Carvão de Aço” de Adriano Miranda, 7 maio 2018

7 de maio de 2018 – 12.30 – Biblioteca da FEUP

“… Os mineiros do Pejão ensinaram-me os valores da dignidade e da luta. Os valores do Trabalho. Foi assim que me fiz. Com eles …”
“…Tenho muito pouco orgulho nos trabalhos que faço, mas neste, sim, tenho muito orgulho … Uma homenagem àqueles Homens …”
Adriano Miranda

O Departamento de Engenharia de Minas e a Biblioteca da FEUP promovem no próximo dia 7 de maio (12.30) uma apresentação do Livro “Carvão de Aço” do fotojornalista Adriano Miranda.

Em 1992, Adriano Miranda era estudante no Curso de Fotografia na AR.CO em Lisboa. Entre muitos projetos académicos, Adriano entregou-se de alma e coração a recolher imagens nas Minas do Pejão em Castelo de Paiva, projeto que se prolongou até 1994,  ano do encerramento do complexo mineiro.

Passados 25 anos e de uma forma surpreendente, os milhares de negativos a preto e branco voltaram a ver a luz do dia dando origem ao Livro “Carvão de Aço”, um memorial aos homens e mulheres que trabalharam nas Minas de Carvão do Pejão.

Esta apresentação pretende ser mais uma oportunidade para dar voz à Comunidade Mineira do Pejão e perpetuar a memória de uma atividade que envolveu tantos mineiros e por muito tempo ao serviço da sociedade.

Se prevê estar presente e meramente para fins logísticos, o Departamento de Engenharia de Minas da FEUP solicita que se inscreva através do seguinte endereço:
https://paginas.fe.up.pt/~formularios/deminas/

Programa para o Colégio de Eng.ª Geológica e de Minas

UM NOVO MUNDO, UM NOVO PAÍS, NOVOS ENGENHEIROS

UM NOVO COLÉGIO

Tudo mudou. Este é o momento em que mudamos, nos adaptamos, em que nos afirmamos.

Por isso, apresentamos uma candidatura independente ao Colégio Nacional de Engenharia Geológica e de Minas. O nosso programa para o Colégio inclui:

  • Criação de um grupo de trabalho focado nas questões da actividade profissional da Engenharia Geológica e de Minas, quer em Portugal (onde existem desafios particularmente graves no exercício da actividade), quer no exterior (onde enfrentamos limitações injustificáveis, que é preciso eliminar ou diminuir).
  • Criação de grupos de reflexão, de que resultarão por um lado, uma discussão da estratégia nacional e, por outro, relatórios e recomendações nas seguintes áreas:
    • Estratégia, legislação nacional e licenciamento.
    • Energia, Carvão, Petróleo e Gás.
    • Pedra Natural, Rochas e Minerais Industriais.
    • Minerais metálicos.
    • Diamantes e outras gemas.
    • Prospecção e Avaliação, Recursos e Reservas.
    • Planeamento, Exploração, Tratamento de Minérios e Reciclagem.
    • Engenharia Geológica, Geologia de Engenharia, Geotecnia e Riscos geológicos.
    • Água, Alterações climáticas, Minerais de conflito, Ambiente e Sustentabilidade.
    • Investimento, financiamento e mercados financeiros.
    • Recursos humanos, Segurança industrial e Relações laborais.
    • Investigação e desenvolvimento, Universidades
  • Criação de programa de actualização contínua dos engenheiros geológicos e de minas.
  • Criação de prémios anuais a atribuir pelo Colégio em áreas específicas do conhecimento e actividade dos Engenheiros Geológicos e de Minas:
    • A engenheiros geológicos e de minas ou geólogos pelo desenvolvimento de projectos e trabalhos nos domínios da geologia económica e aplicada e prospecção e avaliação de jazigos minerais.
    • Por inovação nos domínios do planeamento mineiro, tratamento de minérios, análise de dados e cálculo de reservas – a atribuir a teses ou projetos industriais com contributo inovador significativo.
    • A engenheiros geológicos e de minas ou arquitectos (ou empresas e ateliers) por projectos de exploração, transformação e utilização de pedra natural portuguesa.
    • A projectos industriais ou trabalhos de investigação realizados por engenheiros geológicos ou de minas nos domínios da geotecnia, hidrogeologia, mecânica dos solos e mecânica das rochas.
    • A engenheiros geológicos e de minas ou geólogos por contribuição notável na descoberta de algum jazigo de classe mundial ou para a abertura de alguma nova mina no espaço dos países lusófonos.
  • Retoma da realização anual de um Encontro Nacional.

Temos uma equipa nova, uma visão, um projeto.

Precisamos da vossa confiança e do vosso apoio para construirmos, todos, um novo Colégio. Precisamos do vosso voto no dia 21 de Abril.

Para saber mais sobre nós e o nosso projecto, consulte a nossa página aqui.

 

Eleições ORDEM DOS ENGENHEIROS 2016 – Colégio de Engenharia Geológica e de Minas

UM NOVO MUNDO, UM NOVO PAÍS, NOVOS ENGENHEIROS

UM NOVO COLÉGIO

Tudo mudou. Este é o momento em que mudamos, nos adaptamos, em que nos afirmamos.

Por isso, apresentamos uma candidatura independente ao Colégio Nacional de Engenharia Geológica e de Minas. Queremos:

  • Afirmar o papel central dos Engenheiros Geológicos e de Minas na Engenharia e na sociedade – na geotecnia e geologia de engenharia, nas obras subterrâneas, na hidrogeologia, no património histórico e cultural, no ambiente, na engenharia e gestão industrial, na prospecção, avaliação, exploração e tratamento, valorização e transformação de recursos minerais, energéticos e geológicos.
  • Transformar o nosso Colégio num think tank, uma plataforma ativa de:
    • Reflexão acerca dos problemas da sociedade, nomeadamente os relacionados com a competitividade da economia portuguesa e com o acesso e uso sustentável dos recursos geológicos.
    • Influência e aconselhamento técnico e económico das políticas nacionais, nomeadamente através da divulgação junto da sociedade civil e das instituições e organizações públicas de informação e conhecimento técnico rigoroso acerca dos temas relevantes para os Engenheiros Geológicos e de Minas.
    • Diálogo e colaboração com outras associações profissionais nacionais e internacionais, quer nas economias mais avançadas, quer no espaço de língua portuguesa – espaço estratégico de afirmação e diferenciação dos engenheiros portugueses, quer ainda no espaço europeu.
  • Integrar as várias gerações e especializações do Colégio num corpo coeso e assertivo, através de iniciativas que promovam o mútuo conhecimento e a transmissão, por um lado, da experiência adquirida nas suas carreiras profissionais e, por outro, a divulgação de novas tecnologias e ferramentas pelos seus criadores e utilizadores.

A nossa equipa é constituída por:

  • Luís Chambel – Licenciado em Eng.ª de Minas (ramo de Geologia Aplicada), Mestre em Geologia de Engenharia, Mestre (MBA) em Administração de Empresas e Doutor em Ciência da Engenharia. A sua atividade profissional atual, iniciada em 1986, centra-se na prospecção, avaliação e exploração de Jazigos Minerais. Engenheiro Europeu desde 2012 e Engenheiro Sénior (Ordem dos Engenheiros), é ainda membro da SME – The Society for Mining, Metallurgy, and Exploration e Fellow da SEG – Society of Economic Geologists.
  • Ana Luís – Licenciada em Eng.ª de Minas (IST), com pós-graduação em Gestão de Empresas (ramo Finanças) pela Universidade de Évora, a sua carreira, iniciada em 1998, centra-se na gestão de empresas  dos sectores da extração e transformação de pedra natural (PEDRAMOCA e MOCAPOR) e dos transportes (MOVISTONE), empresas com forte vocação exportadora. 
  • Joana Antunes –  Mestre em Eng.ª Geológica e Minas (IST) e em Engª Civil e Gestão de Projeto (Heriot Watt), inicia a sua carreira profissional em 2007, tendo trabalhado  em Portugal, Angola, Malásia e Reino Unido; desde 2013 no grupo Mott MacDonald (Londres), colabora em projetos na área da ferrovia, incluindo a ampliação da Victoria Station (London Underground), expansão do Tramlink, Northern Line Extension (LU), Olympic Statium, Gospel Oak – Barking Electrification Scheme (Network Rail), Cross Harbour Immersed Tunnel (Hong Kong), entre outros.

Temos uma equipa nova, uma visão, um projeto.

Precisamos da vossa confiança e do vosso apoio para construirmos, todos, um novo Colégio. Precisamos do vosso voto no dia 21 de Abril.

Para saber mais sobre nós e o nosso projecto, consulte a nossa página aqui.

IX JORNADAS DE SANTA BÁRBARA, 4 de Dezembro 2014

Fui convidado para apresentar um tema (obrigado à Comissão Organizadora pelo convite). Sugeri (e foi aceite):

Minerais de conflito (diamantes e 3TG), Processo de Kimberley e Frank Dodd
Direitos humanos, interesses económicos, PR ou marketing ?
Há diversas apresentações, todas prometendo ser interessantes.
4 de Dezembro, da parte da tarde, no Técnico.
O programa completo está aqui: IX JORNADAS DE SANTA BÁRBARA