Camissombo – Moquita – Lucapa – Saurimo – Malanje – Luanda: ida e volta

Angola 20170313 115220
A caminho do trabalho – garimpo na Lunda Norte

Um projecto de prospecção e exploração de diamantes de aluvião levou-me, de novo, a Angola.

Estreámos uma nova tecnologia (um drone acabado de comprar; como vivemos até agora sem um?), revimos velhos amigos e fizemos novos conhecimentos, falámos com garimpeiros e ouvimos a chamada muçulmana para as orações às 4 da manhã no Lucapa, experimentámos uma (para nós) inédita viagem por estrada Camissombo – Moquita – Lucapa – Saurimo – Malanje – Luanda, atravessámos e viajámos no rio Luachimo.

Viajo (e trabalho) há vinte cinco anos para Angola; nenhuma viagem foi tão intensa. Os filmes e as fotos que irei publicando ao longo das próximas semanas são para mim forma de não esquecer; para quem já lá viveu, pretexto para recordar.

A Sínese é uma empresa especializada em Geologia Económica e Análise e Sistemas Inteligentes. Fundada em 1995, a Sínese realizou estudos técnicos, económicos e de mercado, desenvolveu sistemas de informação especializados, concebeu e implementou projetos de prospecção, avaliação, mineração de recursos minerais em diversos países e continentes – Europa (Portugal), África (Angola, República do Congo, África do Sul, Angola) e nas Américas (Canadá, Estados Unidos, Brasil, Argentina, Uruguai e Equador).
Em particular, a Sínese esteve envolvida em inúmeros projetos ligados à prospecção e mineração de diamantes jazigos aluvionares e quimberlíticos em Angola e no Brasil, de pedra natural em Portugal, no Brasil e em Angola e de ouro e/ou nióbio e tântalo (nomeadamente aluvionares) em Portugal e na República do Congo, manganês e outros metais no Brasil.
A Sínese, coordenada por Luís Chambel – luischambel@sinese.pt , é constituída por uma equipa coesa, flexível e altamente qualificada, com especialistas em diversas disciplinas técnicas e científicas, desde a Engenharia de Minas, Geológica Económica e Aplicada, Sistemas de Informação Geológica, Estatística e Análise de Dados.

+10 M USD: Williamson kimberlite pink diamond sold

Petradiam_000541

Petra Diamonds Limited sold the exceptional 23.16 carat pink diamond recovered from the Williamson mine in Tanzania in November  into a partnership, with Petra receiving US$10,050,000 (US$433,938 per carat) for the rough stone, as well as retaining a 20% interest in the sales proceeds of the polished.

The diamond was bought by Golden Yellow Diamonds on behalf of M.A. Anavi Diamond Group, a leading diamond manufacturer and specialist in large and unique coloured diamonds.

Photos of the 23 carat pink can be viewed at the Company’s website.

Follow the link to to read Petra’s full news release.

 

DIAMANG: the old times, a new photo gallery

DIAMANG 1960 - Luembe river diversion works
Luembe river diversion works – 1960 (DIAMANG)

Many people and institutions have been involved in the Angolan diamond industry during the last 100 years; places and natural features unknown until then have fallen under the spotlight of the industry. Among those involved, some had a leading role. DIAMANG was the greatest among them; this gallery (in time, a set galleries) honors the Company and the men and women that built it.